Qual o melhor certificado?

O melhor Certificado Digital (CD) é o que serve para você, sua empresa e suas necessidades!

Basicamente, existem 2 tipos de certificados: Tipo S ou Sigilo, que codifica documentos, base de dados, mensagens e informações eletrônica, e o o Tipo A, que confirma a identidade do titular em ambiente digital. Como a imensa maioria dos CDs emitidos no Brasil são do segundo tipo, é nele que vamos nos concentrar. Todos os CDs do Tipo A servem para pessoas físicas ou jurídicas. Veja:


CERTIFICADO DIGITAL A1
PF A1 (eCPF) ou PJ A1 (eCNPJ) | validade 1 ano | armazenado no computador

Este certificado é um arquivo digital que você instala no seu computador. Tem a vantagem de poder fazer várias cópias em várias máquinas. Atendem pessoa física ou jurídica. Outra característica do A1 é que ele só tem uma única validade: 1 ano.


CERTIFICADO DIGITAL A3
PF A3 (eCPF) ou PJ A3 (eCNPJ) | validade de 1 a 3 anos | armazenado em mídia ou nuvem

Neste caso, o CD fica instalado em uma mídia (token ou cartão ou nuvem). O token é “parecido com um pendrive”, que será espetado no computador para ser lido. E o cartão é um smartcard, que precisará de uma leitora USB para ser identificado pelo seu computador. O A3 ainda pode ficar armazenado na nuvem, sendo usado em associação ao celular. Este tipo de CD também pode ser chamado de eCPF ou eCNPJ. Todo A3 tem validades entre 1 e 3 anos.

Ainda existem os Certificados Digitais da OAB, do CRM e do CRC: advogados, médicos e contadores têm sua própria família de CD, que vão associar o certificado aos seus CPFs e aos seus conselhos de classe, com isso, garantirão acesso a inúmeras plataformas específicas destes profissionais. Os certificados OAB, CRM e CRC são sempre do tipo A3 e com validade de 3 anos.

ATENÇÃO: Se você perder, danificar inadvertidamente ou esquecer a senha identificação e de desbloqueio (PIN e PUK, respectivamente) de sua mídia física (token ou cartão), TODOS os certificados ali armazenados ficarão inacessíveis, sem a possibilidade de recuperação – mesmo que estejam dentro da validade – obrigando o titular  a refazer novas emissões para cada certificado perdido, ainda, por isso recomendamos sempre que cada mídia possua apenas um único certificado.


E ainda existem os certificados exclusivos para emissão de cupons e notas fiscais eletrônicas (NFe), Conhecimento de Transporte Eletrônico de Cargas (CTe), SSL (que garante um site seguro com HTTPS) e muitos outros. Emitimos todos eles.  Consulte-nos.

Agora que você já sabe tudo sobre, converse com o seu contador ou com o desenvolvedor do seu software fiscal e escolha o que melhor se adequa à sua necessidade.

Clique aqui e emita seu Certificado Digital por videoconferência.


Mais algumas curiosidades sobre Certificado Digital

Um CD garante autenticidade (a pessoa que envia a mensagem / produz o documento / realiza a transação é realmente quem alega ser), integridade (garante que a mensagem / documento / transação permaneça na forma original ou que apresente somente as alterações permitidas pelo autor), confiabilidade, não repúdio (o autor não pode querer retratar aquele documento eletronicamente assinado), temporalidade (marca data exata que o documento foi assinado) e confidencialidade (somente terá acesso ao documento quem assim for autorizado).

Com um CD você poderá assinar qualquer tipo de documento e garantirá absoluta validade jurídica. O titular do CD economizará tempo evitando impressões de papel, assinaturas, autenticações em cartórios e, principalmente, insegurança jurídica.  E ainda poderá assinar 1 documento de qualquer lugar do mundo. Como o CD garante autenticidade, você e sua organização poderão validar o acesso a um sem número de sistemas e portais privados e de governo, entre eles Receita Federal, eSocial, GOV.BR, Previdência Social, Caixa Econômica, Secretarias de Estado e Municípios, Cartórios, Denatran (para colocar sua CNH e seu CRV no celular), assim como emissão de nota fiscal, SPED, registros contábeis, declarações legais obrigatórias e muito mais.

E como tanta segurança é possível?  O Certificado Digital possui duas chaves criptográficas.  Uma é a privada e está diretamente associada a um determinado CD – imagine que esta é realmente uma chave de porta.  A outra é pública e também está associada àquele CD – agora imagine que esta é uma fechadura.  O conteúdo de um documento assinado por este CD só é possível ser “decifrado” e “decodificado”, isto é, lido, quando a chave encontra a fechadura ou, a chave criptográfica privada “encontra” a pública!